Banco do Nordeste assina contratos do microcrédito

William Silva Santos

O Banco do Nordeste assinou, ontem de manhã, o contrato de financiamento através do Agroamigo com mais de 50 pequenos produtores rurais de Montes Claros, em evento realizado, ontem de manhã, na Casa da Cidadania. O curioso é que o evento ocorre um dia após a Sociedade Rural e a Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene terem reclamado com a direção do banco e da Superintendência de Minas Gerais pela demora em apreciar os vários pleitos de projetos e financiamentos. O BNB tem dois tipos de financiamentos para projetos de microempreendedores, sendo o Agromigo para o homem do campo e o Crediamigo para as cidades.

O pequeno produtor William Silva Santos assinou o contrato de R$5 mil, pois quer comprar mais pintinhos para a sua criação de frangos caipiras. Ele tinha pegado R$4 mil pela primeira vez e investiu nesse setor. Tem uma criação de 150 frangos, onde vende entre R$35,00 a R$80,00, oscilando pelo porte e origem do animal. A raça índio gigante, que é maior e mais pesada, é vendida a R$80,00. Toda sua produção é comercializada em São Pedro das Garças. William não vem comercializar sua produção em Montes Claros por que esgota tudo no distrito. Com esse novo financiamento, além de mais espécies, quer cercar todo galinheiro.

 

888

 

Maçonaria faz churrasco para ajudar a Santa Casa

 

Será realizado hoje, a partir das 12 horas, o Churrasco do Bode, por iniciativa da loja maçônica Vigilantes do Norte e que tem como foco arrecadar recursos para ajudar a Santa Casa a reformar os seus quarto onde são atendidos pacientes do Sistema Único de Saúde. O presidente da loja maçônica, Heberth Alcântara, explica que o evento será realizado no salão de festas da 11ª Subsecção da Ordem dos Advogados do Brasil e foram distribuídos 600 ingressos, ao custo de R$50,00 cada e com direito a bebidas, comidas e ainda shows musicais.

Ele lembra que a iniciativa de ajudar a Santa Casa é uma forma de atender aos anseios da população de Montes Claros, pois o hospital é o maior do interior mineiro e, ainda, completou essa semana 146 anos de existência. “Mostramos ao superintendente Maurício Sérgio Souza que a comunidade de Montes Claros quer ajudar o hospital a vencer suas dificuldades. O trabalho realizado pela diretoria merece todo apoio, pois mesmo com a crise financeira, continua atendendo a população seja pelo SUS ou por convênios e particulares” – destaca o presidente da loja maçônica. (GA)