População pede conclusão de obra dentro do Parque das Mangueiras

O Voz da Comunidade, esta semana, visitou o Parque das Mangueiras e a movimentada avenida Leonel Beirão de Jesus, no bairro Vila Luíza e vizinhos. O Parque chamou a atenção, já no fim do ano passado, quando começou a ser construída uma unidade de saúde, em seu interior, embora boa parte da população preferisse que a obra fosse realizada em outro espaço, preservando, assim, a área verde, que é utilizada para o lazer da comunidade. Já a avenida chama a atenção a cada dia, já que está em péssimas condições e, com a chegada das chuvas, a situação tende a piorar.

 

LEIA MAIS | Avenida Leonel Beirão de Jesus está em péssimas condições

 

O parque fica localizado na movimentada avenida
Leonel Beirão de Jesus (Fotos: Vinícios Santos)

A situação do Parque, no entanto, se agravou pelo fato de a obra não ter sido concluída. Os moradores, de fato, preferiam que a obra não fosse naquela área verde, porém, já que ela foi iniciada, que fosse concluída.  A construção anda a passos lentos, e deveria ter sido concluída no mês de abril, porém, o seu término agora já é assunto para o próximo ano e, consequentemente, para a próxima administração.

Juliana Alves, que vive na região há cerca de quatro anos, conta que sempre leva a filha pequena para brincar no Parque, e que considera que uma obra ali deixaria o ambiente “um pouco feio”, principalmente se acabar se tornando um prédio abandonado. “O parque deveria ser preservado. É um ambiente verde, agradável e perfeito para eu trazer minha filha pequena para andar de bicicleta, já que as ruas estão cada vez mais perigosas. Só que com essa construção aqui, ainda mais desse jeito que está, fica feia aquela parte do local”, afirma. A moradora ainda acrescenta que “o parque é bem movimentado, e que, também por isso, merece ser tratado com carinho pela próxima administração”.

Já Robson, de 32 anos, considera que a escolha do parque para a construção da obra foi totalmente equivocada. “Estamos vivendo uma época na qual campanhas de preservação do meio ambiente são vistas por todos os lugares, só aqui que não. O parque municipal é longe para nós, e é difícil irmos até ele. Já o Parque das Mangueiras não, ele é aqui, é pertinho da gente e muito agradável, bem frequentado, e, ainda assim, é escolhido como se fosse ‘um simples lote’, para uma obra, que nem sequer foi concluída”, desabafa.

O aposentado Jadson Rocha, também frequentador do parque, não se incomoda com a escolha do local como sede da obra, mas gostaria que esta tivesse sido concluída. “O problema não é ser aqui, no interior do parque. Uma obra voltada para a saúde é sempre bom para a população. O que incomoda é o tempo que está levando para ficar pronta. Atrasos são aceitáveis, acontecem, mas já são muitos meses desde abril (prazo de entrega da obra), e isso é que preocupa, que deixe as pessoas incomodadas”, diz o aposentado.

O local é uma área verde, utilizada para o lazer dos moradores (Foto: Vinícios Santos)
Obra deveria ter sido concluída no mês de abril (Foto: Vinícios Santos)