Sequestro relâmpago no estacionamento do Montes Claros Shopping Center

Suspeito capturado pela PM logo após sequestrar uma mulher, em Montes Claros, era foragido de uma cadeia da Bahia

Um homem, de 20 anos, foi preso pela Polícia Militar (PM) de Montes Claros, na noite da última segunda-feira (9), depois sequestrar uma mulher, de 41 anos, no estacionamento de um shopping da região Sul da cidade. O acusado, identificado pela polícia como Reinan de Jesus Andrade, estava foragido de um presídio de Vitória da Conquista, na Bahia. De acordo com a polícia, a vítima teria entrado no shopping pouco antes das 14h30, quando teria notado a presença de um homem suspeito no local.

Prisão foi realizada por uma equipe de Tático Móvel,
do 50º Batalhão da PM (Foto: Polícia Militar)

A mulher ficou aproximadamente uma hora no local e caminhava na direção de seu veículo, uma caminhonete de luxo, e foi abordada pelo homem, do qual havia suspeitado. O ladrão portava uma faca e, ameaçando a mulher de morte, rendeu e a obrigou a entrar no carro. O suspeito então assumiu a direção do veículo e transitou por várias ruas da cidade. Segundo a PM, foram cerca de duas horas de sequestro relâmpago. Há informações de que a vítima seria colocada no porta-malas, porém a presença de transeuntes teria atrapalhado a ação do criminoso, que decidiu abortar a ação.

Ainda segundo a polícia, a vítima foi obrigada a se deitar no banco de trás do carro, com uma toalha sobre o rosto. Enquanto dirigia, o marginal teria sido informado pela mulher que o veículo possuía rastreador. Nesse instantes o ladrão teria apresentado nervosismo e chegou a bater a caminhonete. Já na avenida João XXIII vítima e veículo foram deixados nas proximidades de um supermercado, no bairro Santos Reis. Da mulher o ladrão roubou um aparelho de telefone celular e R$ 610,00 em dinheiro.

CAPTURA | De acordo com a Polícia Militar, o suspeito foi encontrado no bairro Cidade Industrial, onde se escondia com dois comparsas. O trio teria planejado vender a caminhonete da vítima na capital de São Paulo, por um valor entre R$ 6 mil e R$ 11 mil. No esconderijo os militares apreenderam uma arma de fogo, o celular da mulher sequestrada e parte do dinheiro roubado. Peças de roupas usadas pelo criminoso durante o ataque também foram apreendidas. Os outros dois suspeitos que estavam no local fugiram com a chegada da polícia. Ambos já foram identificados e a participação deles no crime é investigada. O suspeito reconhecido pela vítima e teria informado o nome errado na tentativa de enganar os militares. De acordo com a Polícia Civil, a prisão em flagrante do suspeito foi sido ratificada pelo delegado de plantão.