MG fecha semestre com queda em roubos e assassinatos

Houve redução em 10 dos 12 crimes monitorados pela Secretaria
de Segurança Pública

Minas Gerais fechou o primeiro semestre de 2017 com queda de 8% nos índices de roubos e 4% nos números de homicídios. Os seis primeiros meses do ano também apresentaram redução em 10 das 12 estatísticas de criminalidade monitoradas. Os números foram apresentados nessa sexta-feira (11), durante reunião da Câmara de Coordenação das Políticas de Segurança Pública. A criação da câmara é uma estratégia adotada pelo Governo para ampliar a discussão e traçar ações conjuntas envolvendo os agentes ligados à área.

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Helbert Figueiró, destacou que houve uma redução de 34,6% na ocorrência de crimes de explosão de caixas eletrônicos comparando o primeiro semestre de 2017 com o de 2016. “Temos estratégias para identificar essas quadrilhas com um trabalho de inteligência com a Polícia Civil”. O coronel afirmou ainda que uma das estratégias para combater a criminalidade no interior do Estado está sendo a redistribuição de policiais militares em cidades onde haja demanda pelo aumento do efetivo.

O chefe da Polícia Civil, João Octacílio Neto, destacou o trabalho de investigação que está sendo feito no Estado. “Estamos com uma série de ações dentro do programa + Segurança, e uma delas é o intercâmbio de informações que estamos fazendo com a Polícia Civil de outros estados, principalmente da região Sudeste. Não existe fronteira. Essa integração vai dar um resultado muito positivo”, afirmou.

NÚMEROS | Os casos de homicídio consumado caíram 3,90%; homicídio tentando -15,21%; sequestro e cárcere privado consumados -11,05%; estupro consumado -5,20%; roubo consumado -8,02%; e extorsão consumado -29,42%. No entanto, casos de estupro de vulnerável consumado, por exemplo, tiveram um aumento de 13,71%, subindo de 1.189 no primeiro semestre de 2016 para 1.352 no mesmo período de 2017.

Os roubos estão em queda pelo terceiro mês neste ano. O índice alcançou a maior variação percentual de diminuição dos últimos seis anos em MG, o que significa 5.305 ocorrências a menos deste tipo de crime no primeiro semestre do ano na comparação com igual período em 2016. O número de vítimas de homicídio também está em queda de 4%. No interior, 70,4% dos municípios não tiveram registro deste tipo de crime, ou mantiveram ou reduziram seus índices. (Com informações da Agência Minas)