Serra geral exige centro de recuperação do menor

A construção do Centro de Recuperação do Menor como forma de acabar com a impunidade e automaticamente conter os altos indicadores de violência foi a principal decisão dos prefeitos da microrregião da Serra Geral de Minas, na reunião realizada sexta-feira passada, em Janaúba. Por isso, tomaram a iniciativa de concentrar todos os esforços políticos para convencer o Estado a retomar esse projeto, que, desde 2012, procura criar uma unidade para receber os menores infratores. A reunião foi na sede da APAE e foi presidida pelo tenente-coronel Marcelo Alves Coelho, comandante do 51º Batalhão da Polícia Militar em Janaúba.

A reunião que discutiu a segurança pública (Foto: Oliveira Junior)

Ele apresentou os indicadores de  violência na Serra Geral e apontou as necessidades por parte da Polícia Militar. A delegada regional   Gessiany Cangussu falou sobe as demandas da Polícia Civil.  Todos foram unânimes em cobrar a instalação da Casa do Menor em Janaúba, que seria fundamental para reduzir os índices de criminalidade, pois é notório que a grande maioria dos crimes é cometida por menores ou tem a participação deles. A certeza da impunidade faz os menores agirem deliberadamente e, muitas vezes, não se dão nem ao trabalho de fugir das ocorrências, tendo em vista que logo que são apreendidos são postos de novo em liberdade, sem a aplicação de nenhuma medida socioeducativa.

Os prefeitos foram unânimes em garantirem  apoio à formação de um grupo de trabalho que irá mostrar ao governador Fernando Pimentel a grande necessidade  que é a construção do Centro de Recuperação do Menor. O terreno já pronto e falta apenas o Estado  liberar o dinheiro. No ano passado, pelo menos duas unidades similares foram destinadas a outras regiões de Minas Gerais. Os prefeitos anunciaram que movimentarão os seus deputados estaduais e federais para pedirem o apoio a Pimentel.