Criticado, Carioca quer juntar “os cacos do Galo”

Carioca mira recuperação rápida do Atlético

O momento é de juntar os cacos e seguir na temporada. Se a Copa do Brasil e Libertadores ficaram para trás, com resultados bastante questionáveis, a luta no Campeonato Brasileiro segue forte, pois o Galo corre risco de cair para a segunda divisão e os resultados nos últimos tempos, sobretudo dentro de casa, não tem ajudado. Para o duelo contra o Flamengo, neste domingo, no Independência, Rafael Carioca espera que seus companheiros se recuperem da dura queda sofrida diante do Jorge Wilstermann, na última quarta-feira, no Mineirão, quando o time ficou no empate, por 0 a 0, resultado que eliminou o grupo alvinegro da competição continental.

“Vocês aqui fora não sabem o que passa no vestiário. Jogador chorando, sem chão. É como se tivesse perdendo um filho. Era a oportunidade de fazer história e conquistar mais um título pelo Atlético. Você não tem muito o quê falar. Vai ser porrada de tudo quanto é jeito. Vamos juntar os cacos, se agarrar na família e partir para outra”, destacou.

Nos últimos tempos o volante Rafael Carioca passou a ser um dos atletas mais criticados no Atlético. O jogador, entretanto, segue mostrando dedicação e foi um dos melhores em campo no empate contra o Jorge Wilstermann. Sobre as críticas que recebe nos últimos meses, Carioca disse que trabalhou para mudar sua situação, no entanto, ressalta que futebol é coletivo.

“A porrada faz com que você cresça. Eu tenho muita personalidade. O jogador tem que saber lidar com a crítica, tem que melhorar. Eu coloquei na cabeça que tinha que melhorar, mas não adianta eu melhorar e a equipe não. Vamos tentar melhorar para tentar entrar G-6 e disputar a Libertadores no ano que vem”, completou. (Gazeta Esportiva)