Classificado, Mano fala de mudanças táticas e não se abala com derrota

O Cruzeiro se classificou para a próxima fase da Copa do Brasil, mesmo com a derrota por 2 a 1 para o São Paulo, no Mineirão, na noite dessa quarta-feira. O revés não foi suficiente para eliminar a Raposa, pois os mineiros venceram a equipe tricolor no primeiro jogo por 2 a 0.

No duelo dessa quarta, porém, o time paulista se impôs no Mineirão e, por pouco, não consegue o resultado para se classificar para a próxima fase. O técnico Mano Menezes explicou sua visão da partida e falou das mudanças que precisou fazer para ajudar na classificação.

Mano Menezes viu o Cruzeiro melhor na maior parte dos
180 minutos de confronto (Foto: Washington Alves/Cruzeiro)

“No primeiro tempo sim. O São Paulo fez grande jogo nos primeiros 30 a 35 minutos. Não conseguimos marcar e encaixar a marcação. Corremos muito, mas faltava um posicionamento diferente. No fim do primeiro tempo, nós trouxemos o Rafinha para dentro e ele encaixou a marcação no Cícero. No segundo tempo, nos posicionamentos melhor. O São Paulo, mesmo com a bola, não conseguia chegar da mesma forma que no primeiro tempo. Eles tiveram méritos, a gente corrigiu, mas o jogo é de 180 minutos”, declarou o treinador que lembrou situação parecida com ele mesmo em 2016.

“No ano passado fomos eliminados pelo Grêmio perdendo na ida por 2 a 0, e fazendo bom jogo na volta. Dessa vez foi o contrário. Fomos maduros e sofremos segundo gol em impedimento. Mas é do jogo. Se tivesse que acontecer derrota, melhor que fosse derrota com classificação. Foi o que a gente fez”, acrescentou. A queda diante do tricolor acabou com o fim da sequência de 21 jogos sem derrotas. O treinador lamentou a derrota, mas reconhece que a derrota é normal.

“Não é bom perder, mas se tiver que perder, que seja de 2 a 1, com um resultado de um gol de diferença e conseguindo a classificação. E diminui a coisa que passa a se tornar um fardo. Não é normal uma equipe passar tanto tempo sem perder e não somos imbatíveis a ponto de não ter merecido perder essas partidas que não perdemos”, finalizou.

Fonte: Gazeta Esportiva