Unidade de AVC fortalece assistência à saúde em Montes Claros

Ala vai atender pacientes de todo o Norte de Minas

Foi inaugurada na tarde desta quarta-feira (19), na Santa Casa de Montes Claros, a Unidade Estrutural de AVC Santa Teresa de Calcutá, viabilizada por meio de uma parceria entre a Instituição, o Rotary Internacional e o Samu Macro Norte. A iniciativa é pioneira em rede de atendimento de vítimas de Acidente Vascular Cerebral (AVC) no Estado, e vai atender pacientes de 86 municípios da região Norte de Minas.

O projeto foi financiado pela Fundação Rotária Internacional, e teve investimento de US$ 300 mil, sendo US$ 228 mil destinados à compra de equipamentos, entre eles respiradores eletrônicos, ultrassom ecodopplertranscraniano, Cardioversor e Eletrocardiógrafo. O restante do montante, US$ 72 mil, foi destinado para treinamento de aproximadamente cinco mil profissionais de 12 cidades da região.

O projeto foi financiado pela Fundação Rotária Internacional
(Fotos: Wendy Walesco)

Uma comitiva de rotarianos participou do evento de inauguração, entre os participantes, estavam os americanos John Garred e Mike Kleker, representando o Rotary Internacional da Califórnia. Os visitantes destacaram o trabalho do Rotary no apoio a saúde no Brasil e em outras partes do mundo. “Graças ao apoio de amigos que se dispuseram a abraçar esses projetos, já foram investidos mais de 90 milhões de dólares em ações voltadas para saúde e qualidade de vida de muitos pacientes pelo mundo”, disse Mike.

Durante a inauguração, o superintendente da Santa Casa, Maurício Sérgio Silva, destacou a unidade especializada será de suma importância uma vez que a intenção do projeto é melhorar as condições de atendimento oferecido no hospital e, consequentemente, proporcionar uma recuperação com mais qualidade ao paciente. Maurício falou ainda que a Santa Casa está cumprindo o seu papel, e que a inauguração da ala, representa um prêmio pelo compromisso do hospital com os milhares de pacientes atendidos pela instituição.

“No momento em que a saúde do país se encontra em extrema dificuldade, a Santa Casa de Montes Claros avança e busca com muita responsabilidade atender a população, principalmente pensando na sustentabilidade dos seus atendimentos.  Quero registrar em nome de todos os colaboradores, agradecendo o Rotary e ao Samu por esse presente e essa parceria que foi concretizada nesse dia. Tenham certeza que esperamos poder fazer outras parcerias mais que essas instituições poderão proporcionar uma maior qualidade de vida a essa população”, falou.

O governador do Rotary distrito 4760, Alexandre Ramos, um dos principais incentivadores do projeto na busca por recursos destacou que “o projeto já é cogitado como modelo para outras regiões do país e mesmo do mundo. O que nos enche de orgulho”, enfatizou.

Daniel Silva Ramos, médico apoiador do projeto AVC, elogiou o empenho dos rotarianos de Montes Claros, na busca por recursos. “Agradeço todos os rotarianos envolvidos nesse projeto e os demais parceiros que deram o ‘sim’ para que a ala fosse concluída. O grande desafio é o diagnóstico precoce para que possamos diminuir o número de sequelas e mortalidade, que será o grande benefício que essa unidade trará pra toda região”, falou.

A diretora executiva do Samu Macro Norte, Kelly Cristina Moura, destacou a importância do trabalho conjunto realizado pelas entidades em favor da vida. “Parabéns ao Rotary Internacional, à Santa Casa e dizer que nós do Samu, que tem nove anos na região Norte de Minas, nos sentimossatisfeitos em está ao lado de grandes, e poder contribuir para o fortalecimento das instituições e de todas as pessoas que necessitam do atendimento especializado”, disse.