Potencial solar do Norte de Minas apresentado em São Paulo

O potencial solar do Norte de Minas, suficiente para produzir muita energia, foi apresentado em São Paulo pelo Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas Gerais (IDENE), como forma de atrair investidores. O diretor geral do órgão, Gustavo Ferreira Xavier, participou na quarta-feira  do  Congresso Brasileiro de Energia Solar, que acontece em conjunto com a 2ª Feira Internacional de Tecnologia Solar - Exposolar Brasil e prossegue até hoje 19. O objetivo é discutir como ampliar e potencializar a utilização da energia limpa no país.

A participação mineira em São Paulo (Foto: Divulgação)

A expectativa é que nos próximos cinco anos sejam investidos recursos privados da ordem de R$ 18 bilhões em produção de energia fotovoltaica nessa região do Estado. O Congresso tem conteúdo voltado para as principais dificuldades do momento: as linhas de financiamento e Geração Distribuída, bem como para as soluções dos principais entraves para o desenvolvimento da energia solar, Fotovoltaica e Termosolar, no Brasil.  O diretor-geral do Idene, Gustavo Xavier, participou da abertura do evento e explicou como o governo de Minas Gerais está atuando para atrair este tipo de atividade para as regiões Norte e Nordeste de Minas Gerais.

“Estamos buscando condições favoráveis para garantir a viabilidade de projetos para a nossa área de atuação. Sabemos da deficiência desse serviço na nossa região e da potencialidade para a produção, uma vez que possui altos índices de radiação. Visando isso, precisamos atrair investidores.”, afirmou. A afirmação é respaldada por um estudo que a Agência de Desenvolvimento do Norte de Minas (Adenor) apresentou sobre a geração de energia solar fotovoltaica, que mapeia áreas propícias à implantação de Unidades Geradoras e indica a região Norte com grande potencial, o que pode atrair investidores e beneficiar milhares de moradores da região.