Copasa patrocinará revitalização de cinco bacias na região

A Copasa aplicará R$ 4 milhões nos estudos e revitalização de cinco bacias hidrográficas que atendem Montes Claros, como os rios Cedro, Pentáurea/Pacuí, Lapa Grande, Juramento e Riachão, conforme negociações realizadas pelo secretário municipal de meio ambiente, Paulo Ribeiro, que esteve em Belo Horizonte discutindo o assunto com a direção da estatal mineira de saneamento básico. O foco será garantir que esses rios passem a ser perenes e ajude Montes Claros a enfrentar a crise do abastecimento. As ações deverão ser iniciadas em maio e, para isso, no próximo dia 20, a presidente da Copasa, Sinara Inácio Meireles, e o diretor regional Gilson Queiroz estarão em Montes Claros, acertando os detalhes.

Além disso, a estatal mineira estará liberando duas patrulhas motomecanizadas, formadas por caçambas, rolo compresso, pá carregadeira e patrol a serem usadas na recuperação dessas bacias. Também liberará toras de eucalipto e arame para ser feita a proteção das nascentes e dos mananciais. Paulo Ribeiro salienta que os recursos permitirão o pagamento do ecocrédito para quem preservar as áreas verdes, sendo que poderá se pagar R$ 166,15 por ano a cada hectare preservado. Montes Claros também aderirá a esse projeto, em valor a ser definido ainda. No caso do Parque da Lapa Grande a Copasa contratará 30 funcionários e ainda pagará o Plano de Manejo.

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente passará a fiscalizar 251 itens que serão licenciados em Montes Claros, como no caso das antenas de telefonia, que terão de pagar R$ 1,5 milhão por ano. Isso permitirá revitalizar o Fundo Municipal de Meio Ambiente. Na reunião realizada na segunda-feira com os dirigentes da Maçonaria, Paulo Ribeiro tomou conhecimento do projeto da instituição para revitalizar a Barragem de Juramento e depois da explanação dos engenheiros Flávio Pimenta e Cláudio Matos, assegurou o apoio da Secretaria Municipal à iniciativa.